Última hora

Última hora

Oposição mantém pressão sobre Saakashvili

Em leitura:

Oposição mantém pressão sobre Saakashvili

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição georgiana perdeu força mas não desiste. Este sábado está prevista uma nova jornada de mobilização nas ruas de Tbilissi.

Ontem segundo dia consecutivo de manifestações, estiveram na rua pouco mais 25 mil manifestantes – longe dos cem mil da véspera. “A contestação tem um único objectivo: a demissão de Saakashvili. Queremos que parta para ser levado a tribunal. Logo que ele se demita paramos os protestos” diz um manifestante. Saakachvili, que liderou a Revolução Rosa de 2003 e quebrou os laços com Moscovo, é hoje uma figura pouco consensual ao longo dos últimos cinco anos, enfrentando contínuos ultimatos da oposição, que tiveram o seu auge em Novembro de 2007, com maciças manifestações nas ruas – Acusado de autoritarismo e com a popularidade abalada pela derrota sofrida na guerra de Agosto passado, Saakachvili – que foi reconduzido ao poder em eleições antecipadas em Janeiro de 2008 – reiterou que não irá demitir-se e que a Geórgia não irá eleger novo chefe de Estado antes de 2013.