Última hora

Última hora

Cessar-fogo por 48 horas no Sri Lanka

Em leitura:

Cessar-fogo por 48 horas no Sri Lanka

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de violentos combates entre militares e rebeldes, as autoridades de Colombo decretaram um cessar-fogo de dois dias para a região do nordeste do Sri Lanka, uma medida para que os civis encurralados nas zonas de batalha possam partir em segurança.

A ofensiva do Exército do Sri Lanka contra os guerrilheiros dos Tigres de Libertação do Tâmil intensifica-se. Dezenas de milhares de civis foram atingidos durante os combates embora os militares neguem responsabilidades. Em Londres cerca de 100 mil pessoas invadiram o centro da cidade para pedir uma intervenção do Governo britânico que ajude a pôr fim ao conflito armado. Os participantes acusaram o Governo do Sri Lanka de não aceitar um pedido internacional de cessar-fogo e de estar a cometer abusos contra os Tamil. Este grupo transformou-se numa organização política armada que pretende a autodeterminação do povo tâmil mediante a criação, no nordeste da ilha, de um Estado denominado Tamil Eelam – independente do Sri Lanka. Fundado em 1976, os Tamil são o principal grupo separatista ligado a esta minoria étnica. A organização consta na lista de grupos terroristas, pela UE.