Última hora

Última hora

Confrontos em Banguecoque fazem 80 feridos

Em leitura:

Confrontos em Banguecoque fazem 80 feridos

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a tensão e a violência na ruas de Banguecoque. Os confrontos entre manifestantes e forças anti-governamentais já provocaram pelo menos 77 feridos, quatro dos quais foram atingidos com balas.

Esta manhã os soldados dispararam para o ar para dispersarem um grupo de manifestantes que incendiou um autocarro num dos principais cruzamentos da capital tailandesa. Os disparos obrigaram os manifestantes a recuar, mas enquanto tentavam apagar o fogo e tomar o controlo do cruzamento os militares foram atacados com bombas incendiárias. Os manifestantes, apelidados de camisas vermelhas, apoiam o ex-primeiro-ministro Thanksin Shinawatra no exílio e reclamam eleições antecipadas. O governo tailandês, através do seu porta-voz, voltou a referir que o estado de emergência foi decretado para garantir a protecção e a segurança dos cidadãos tailandeses e estrangeiros. O governo tailandês decretou este domingo o estado de emergência em Banguecoque e arredores da capital no seguimento das manifestações que forçaram o cancelamento da Cimeira da ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático), em Pattaya. Os activistas reagiram com violência à declaração do estado de emergência em seis províncias do país e nem os carros blindados conseguiram parar os milhares de “camisas vermelhas” que chegaram a apoderar-se de armas de fogo e a disparar para o ar.