Última hora

Última hora

Escândalo de emails força demissão de assessor

Em leitura:

Escândalo de emails força demissão de assessor

Tamanho do texto Aa Aa

O número 10 de Downing Street está debaixo de fogo por causa de um email enviado por um assessor do primeiro-ministro britânico.

A mensagem electrónica de Damien McBride, director de estratégia e planeamento do gabinete de Gordon Brown, incitava a realização de uma campanha de difamação contra os conservadores. O ministro do Interior sombra dos conservadores exige desculpas de Gordon Brown. “É claramente um cancro no centro da administração de Gordon Brown, no número 10, que está a fazer coisas que são totalmente inaceitáveis. Espalhar mentiras sobre políticos da oposição. Gordon Brown, ele próprio tem que resolver isto e apresentar desculpas. Tem que resolver totalmente para que não volte a acontecer”, referiu Chris Grayling. “Bom, não foi uma campanha. Tratou-se apenas de dois homens que dialogavam sobre a possibilidade de fazer algo. Eles depois decidiram contra essa acção. Não voltaram a falar sobre o assunto e depois alguém violou a conta de email deles e enviou para os jornais”, defendeu a deputada trabalhista Emily Thornberry. E mais um rombo na imagem do governo de Gordon Brown depois escândalo de aluguer de filmes pornográficos de TV por cabo, pagos pelo governo, e envolvendo o marido da ministra do Interior. Downing Street pediu desculpas mas não terá sido suficiente. O assessor apresentou demissão, aceite por Gordon Brown.