Última hora

Última hora

Exército intervém para dispersar manifestantes em Banguecoque

Em leitura:

Exército intervém para dispersar manifestantes em Banguecoque

Tamanho do texto Aa Aa

As forças armadas tailandesas reprimiram centenas de manifestantes numa das mais importantes avenidas de Banguecoque esta noite.

As forças da ordem, compostas por 400 elementos, recorreram a gás lacrimogéneo e dispararam várias vezes para o ar. Os manifestantes responderam com bombas incendiárias. Há o registo de troca de tiros com munições reais. A meio da noite e de acordo com os serviços de socorro, registavam-se pelo menos 68 feridos. O primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva dirigiu-se à nação. “Quero comunicar às pessoas: por favor não entrem em pânico e compreendam a função das autoridades, polícias e soldados, que cumprem o seu dever no quadro da lei e no âmbito da lei de emergência”, declarou. Foi a primeira vez que as autoridades recorreram à força após a instauração do Estado de emergência, este domingo. Os manifestantes, apelidados de camisas vermelhas, apoiam o ex-primeiro-ministro Thanksin Shinawatra no exílio e reclamam eleições antecipadas.