Última hora

Última hora

Violência começou com estado de emergência

Em leitura:

Violência começou com estado de emergência

Tamanho do texto Aa Aa

O governo tailandês decretou, este domingo, o estado de emergência em Banguecoque e arredores da capital no seguimento das manifestações que forçaram o cancelamento da Cimeira da ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático), em Pattaya.

Os activistas reagiram com violência à declaração do estado de emergência em seis províncias do país e nem os carros blindados conseguiram parar os milhares de “camisas vermelhas” que chegaram a apoderar-se de armas de fogo. Depois de ter decretado o estado de emergência, o primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva pediu à população que fique em casa para ajudar o governo a trazer a paz de volta ao país. Os manifestantes, apelidados de camisas vermelhas, apoiam o ex-primeiro-ministro Thanksin Shinawatra no exílio e reclamam eleições antecipadas. O executivo de Banguecoque anunciou a aplicação de medidas especiais de segurança nos portos e aeroportos do país devido aos confrontos. Vários países ocidentais aconselharam os seus cidadãos a não se deslocarem à Tailândia enquanto durar a crise.