Última hora

Última hora

Fidel Castro exige fim do embargo a Cuba

Em leitura:

Fidel Castro exige fim do embargo a Cuba

Tamanho do texto Aa Aa

Não queremos “esmola” mas o fim do embargo a Cuba.

É a reação de Fidel Castro à decisão da Casa Branca de levantar as restrições às viagens e negócios entre a ilha e os Estados Unidos. Num artigo publicado no “Grama”, jornal oficial do regime, o antigo presidente afirma que “sobre o bloqueio, não se disse nem uma palavra”. O líder histórico sublinha que não responsabiliza Barack Obama pelas decisões das anteriores administrações mas exige a eliminação do embargo em vigor desde 1962. Uma cidadão cubano mostra-se satisfeito com a decisão da Casa Branca que, no seu entender, só peca por ser tardia: “A decisão já devia ter sido tomada há muito tempo porque as relações biliaterais são vantajosas tanto para cubanos como para americanos.” Entre outras medidas, Washington autoriza os operadores de telecomunicações dos Estados Unidos a prestar serviços em Cuba. Mas um activista dos direitos humanos duvida que o regime dos irmãos Castro deseje abertura: “Duvido que um governo que limita brutalmente o acesso à internet porque tem medo, e à televisão internacional, permita que os cubanos tenham livre acesso à televisão internacional”, afirma Elizardo Sanchez. Independentemente das questões políticas, o mundo dos negócios vê com bons olhos o levantamento das restrições a Cuba. As acções das empresas que têm comércio com a ilha registaram fortes valorizações.