Última hora

Última hora

Oposição moldava boicota recontagem dos votos das legislativas

Em leitura:

Oposição moldava boicota recontagem dos votos das legislativas

Tamanho do texto Aa Aa

Recontagem dos votos das eleições legislativas na Moldávia. O Tribunal Constitucional ordenou a recontagem a pedido do presidente, Vladimir Voronine, que procura acabar com a contestação popular. Os resultados são esperados dia 21.

Entretanto, num outro sinal de apaziguamento, o presidente pede uma amnistia para todas os participantes nos recentes motins. Mas os gestos não satisfazem a oposição, que boicotou a recontagem, considerando que se trata de uma farsa, para afastar a atenção da verdadeira fraude: a composição das listas eleitorais. Os três partidos da oposição exigem novas eleições legislativas. Na semana passada, o anúncio da vitória dos comunistas provocou motins. Milhares de pessoas saíram para as ruas e chegaram a invadir o parlamento e a presidência. Registaram-se pelo menos dois mortos. Há dezenas de pessoas detidas e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa fala de violação dos direitos humanos. A Moldávia acusa a vizinha Roménia de tentativa de golpe de Estado e expulsou o embaixador romeno. Acusações rejeitadas mais uma vez ontem, pelo presidente romeno, Traian Basescu. A situação preocupa a União Europeia e leva Mirek Topolanek, primeiro-ministro checo e presidente da União, à Moldávia na próxima semana.