Última hora

Última hora

UBS anuncia novas supressões de empregos após novas perdas no primeiro trimestre

Em leitura:

UBS anuncia novas supressões de empregos após novas perdas no primeiro trimestre

Tamanho do texto Aa Aa

Em dia de assembleia-geral, o UBS revela que a má situação financeira do grupo está para durar. O maior banco suíço anunciou perdas de 1,3 mil milhões de euros no primeiro trimestre do ano e que vai proceder a novo corte nos efectivos.

A Union de Banques Suisses (UBS) terminou 2008 com prejuízos superiores a 13 mil milhões de euros, tendência que se mantém no início deste ano. Para equilibrar as contas, o plano da nova direcção, que deve ser aprovada hoje pela assembleia-geral, prevê poupanças a rondar os 2,5 mil milhões de euros e a supressão de 8700 empregos até 2010. Actualmente, o grupo possui 76 mil funcionários em 50 países. Um novo corte de efectivos, após os 11 mil suprimidos desde 2007. Depois de um mês de Janeiro promissor, o UBS não conseguiu inverter a tendência para os levantamentos de capitais. A imagem do banco está afectada pelos problemas com a justiça americana. O UBS foi acusado de ter ajudado os contribuintes americanos a fugir ao fisco. O banco já pagou quase 600 milhões de euros de multa e entregou a lista de clientes investigados por fraude, mas a justiça americana quer mais nomes.