Última hora

Última hora

Líder tailandês do movimento das "camisas amarelas" sobrevive a tentativa de assassinato

Em leitura:

Líder tailandês do movimento das "camisas amarelas" sobrevive a tentativa de assassinato

Tamanho do texto Aa Aa

Na Tailândia, o carro do líder do movimento das “camisas amarelas” mostra a obstinação dos homens armados que o tentaram assassinar. Sondhi Limthongkul, líder da Aliança do Povo para a Democracia, ficou ferido na cabeça, foi operado e não corre risco de vida. O guarda-costas e o motorista ficaram também feridos.

A polícia afirma ter encontrado 84 cartuchos vazios e uma granada intacta no local do ataque, no centro de Banguecoque. O partido de Limthongkul aponta o dedo aos rivais “camisas vermelhas”. O movimento das “camisas amarelas” esteve na origem do bloqueio dos aeroportos tailandeses no ano passado e da queda do governo de Thaksin Shinawatra, acusado de fraude. Hoje, o governo tailandês, próximo do partido de Limthongkul, prolongou o estado de emergência. A Tailândia faz face a uma nova onda de manifestações violentas. Agora são os “camisas vermelhas”, apoiantes de Shinawatra, que pedem a demissão do primeiro-ministro. Durante vários dias controlaram a sede de governo e a cidade, mas na terça-feira foram desalojados pelo exército.