Última hora

Última hora

Atentado palestiniano contra polícias israelitas

Em leitura:

Atentado palestiniano contra polícias israelitas

Tamanho do texto Aa Aa

Dois polícias israelitas ficaram feridos, esta manhã, num posto de controlo no norte de Jerusalém, quando um palestiniano investiu contra eles com a viatura que conduzia.

O homem foi detido e terá confessado ter tido a intenção de matar os polícias. Parece tratar-se de mais um atentado individual, sem conexão com grupos organizados, como vem acontecendo cada vez com mais frequência na região. Pelo menos três actos desta natureza contra israelitas foram perpetrados por palestinianos com máquinas escavadoras, no último ano. É a violência a marcar presença num momento em que o enviado norte-americano para o Médio Oriente está na região. George Mitchell encontrou o novo primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, na quinta-feira, ontem reuniu-se com Mahmoud Abbas em Ramalá e hoje está no Egipto. Antes de deixar a Cisjordânia reiterou a posição americana sobre o processo de paz: “Uma paz compreensiva na região é do interesse nacional dos Estados Unidos, do interesse do povo palestiniano, do povo de Israel e toda a região. Dois estados é a única solução”, aafirmou. Dois estados sem muro de separação é o que pedem os palestinianos. Ontem cerca de uma centena de pessoas reuniram-se para protestar contra o muro da Cisjordânia e envolveram-se em confrontos com o exército israelita. Resultado: um palestiniano de 30 anos foi morto a tiro.