Última hora

Última hora

Espanha pede o fim das culturas de milho transgénico

Em leitura:

Espanha pede o fim das culturas de milho transgénico

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de oito mil pessoas manifestaram-se este sábado em Saragoça para pedir a proibição do milho transgénico em Espanha.

Ecologistas e agricultores desfilaram pelas ruas da capital de Aragão, uma região que concentra 40% dos 80 mil hectares de milho geneticamente modificado cultivados no país. Os manifestantes pedem ao governo espanhol para que faça o mesmo que outros países europeus, entre eles a Alemanha e a França, que proibiram o cultivo de OGM. A Espanha é, com os seus 8 mil hectares de milho transgénico, cultivados pelo grupo norte-americano Monsanto, o maior produtor de organismos geneticamente modificados da União Europeia. Em Portugal também se cultiva o MON 810, mas em escala bem menor. Os ambientalistas argumentam que o milho geneticamente modificado pode ter um grave impacto no meio ambiente, prejudicando duas espécies de insectos.