Última hora

Em leitura:

Bruxelas quer solidariedade entre estados


Itália

Bruxelas quer solidariedade entre estados

Bruxelas pede mais solidariedade entre os países europeus para lidar com as questões da imigração.

Os 140 imigrantes clandestinos resgatados no Mediterrâneo desembarcaram hoje no porto de Empedocle, na Sicília. O governo italiano concordou em receber o grupo que tinha sido resgatado por um cargueiro turco. Uma decisão tomada por razões de urgência humanitária e que põe fim a uma batalha diplomática de quatro dias entre Itália e Malta sobre quem teria de os receber. Os elementos da operação de apoio humanitário encontraram a bordo pessoas com casos de varicela e febre alta. Roma alega que acolheu os imigrantes perante a recusa de Malta em recebê-los. Bruxelas reconheceu que a ilha não tem capacidade para receber mais pessoas mas pediu mais cooperação entre os 27. O comissário europeu para as questões da imigração, Jacques Barrot, considerou que para lidar com estes problemas é preciso uma “solidariedade concreta mais eficaz”. Na noite de Domingo para Segunda-feira, já tinha sido transferido para Lampedusa um grupo de vinte pessoas feridas ou doentes bem como o cadáver de uma mulher grávida. Em 2008, desembarcaram na costa italiana 36.900 imigrantes, um aumento de 75% em relação ao ano anterior.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Dmitri Medvedev visita Finlândia