Última hora

Última hora

Cientista espanhola inventa filtros para os olhos

Em leitura:

Cientista espanhola inventa filtros para os olhos

Tamanho do texto Aa Aa

A luz natural ou artificial causa danos nos olhos, mais evidentes com a idade. A investigadora espanhola, Célia Sanchez Ramos, professora na Universidade Complutense de Madrid, desenvolveu um novo filtro para lentes de contacto. Feito em Espanha, protege a retina e ajuda a prevenir a cegueira.

Graças a esta invenção, Célia Sanchez Ramos foi galardoada, em Genebra, com o prémio para a Melhor Invenção de 2009, pela Organização Mundial de Propriedade Intelectual. A cientista descobriu um filtro especial amarelo, que pode ser usado em todo o tipo de lentes de contacto, graduadas ou não, que protege os efeitos nocivos, quer da luz artificial, quer da natural. Uma descoberta tanto mais importante, quanto aumenta a expectativa de vida, como ela própria explica: “As lentes de contacto dão-nos a oportunidade de ver e ao mesmo tempo, protegem a retina e podem prolongar a vida da retina, por muitos anos, o que é importante, porque vamos viver viver muito mais” Sanchez Ramos viu que a estrutura da retina é amarela, e copiou isso para as suas lentes, protegendo os olhos dos perigos mais frequentes, como os raios violeta. Ela enfatizou o facto de, apesar de ser amarelos, os filtros serem completamente invisíveis, porque naquela localização não havia qualquer alteração de cor. Podem ser colocados, não só em lentes, mas em qualquer superfície transparente: “Na janela de uma casa, no para-brisas do carro, na viseira do capacete de um motociclista ou de um soldador, tem mais impacte que no resto das pessoas, porque passam o dia expostos à luz azul”, diz a cientista. A Universidade Complutense de Madrid colabora frequentemente, com mais de 20 hospitais espanhois, em testes clínicos, com estes filtros. Sobretudo, em pessoas que foram operadas às cataratas. Os filtros poderão estar dispníveis no mercado, dentro de ano e meio.