Última hora

Última hora

África do Sul: Congresso Nacional Africano reivindica "sólida vitória"

Em leitura:

África do Sul: Congresso Nacional Africano reivindica "sólida vitória"

Tamanho do texto Aa Aa

O Congresso Nacional Africano reivindicou hoje uma “sólida vitória” nas eleições na África do Sul.

Os partidários de Jacob Zuma, que deverá ser o próximo presidente do país, já começaram a festejar. A comissão eleitoral estima que a taxa de participação no escrutínio ronde os 70%, reflexo da onda de entusiamo que o carismático Zuma criou entre os 23 milhões de eleitores. Mas os analistas prevêem que o ANC possa perder a maioria de dois terços conseguida nas legislativas de 2004. Mesmo assim, os sul-africanos continuam a rever-se maioritariamente no partido que liderou a luta anti-apartheid e que monopoliza a vida política desde a instauração da democracia em 1994. Um sul-africano afirmou-se confiante na capacidade do governo para governar e disse que o partido no poder fez muito pelo país nos últimos quinze anos. Uma cidadã de Cape Town lamentou que Nelson Mandela já não seja presidente. Desde 1994, o governo sul-africano construíu dois milhões de alojamentos sociais e numerosos bairros passaram a dispor de electricidade e saneamento básico.