Última hora

Última hora

Selecção genética para prevenir o cancro

Em leitura:

Selecção genética para prevenir o cancro

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades espanholas autorizaram pela primeira vez o uso de técnicas de selecção genética de embriões em dois casais com antecedentes familiares de cancro, em concreto da mama e da tiróide

Ao todo, a Comissão Espanhola de Reprodução Humana Assistida seleccionou 19 casos para o diagnóstico genético Pré-implantacional “É um método menos stressante e menos doloroso para as famílias evitarem doenças graves de um descendente directo como o cancro da mama ou cancro da tiróide, que têm uma percentagem de mortalidade muito elevada”, adianta um médico de reprodução assistida. Dos 19 casos seleccionados, seis têm fins terapêuticos, ou seja conceber um filho para curar um filho já nascido. Francisca Alcalde, mãe de uma menina de dois anos com uma grave doença de imunodeficiência diz “esperar dar à luz um bebé no princípio do próximo ano”. Neste caso, a técnica do diagnóstico genético vai permitir criar um bebé com 100 por cento de compatibilidade genética com a criança que padece de imunodeficiência severa e desse modo permitir a cura com um transplante da medula óssea.