Última hora

Última hora

Somália reúne doadores em Bruxelas

Em leitura:

Somália reúne doadores em Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro imediato da Somália passa por Bruxelas. A capital belga acolhe hoje uma reunião de doadores para recolher fundos e discutir formas de acabar com a pirataria ao largo do Corno de África. O encontro vai ser presidido pelo secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon. O montante já prometido pelos participantes na conferência ultrapassa os 190 milhões de euros.

Para o enviado da ONU para a Somália, Ahmedou Ould Abdallah, esta é a altura de mostrar que a comunidade internacional “está determinada e que acabou o tempo da conversa barata.” Mas o diplomata sublinha que é também preciso “recordar à comunidade internacional a sua responsabilidade perante o povo da Somália.” Mas a questão que se coloca é: o que fazer para acabar com a pirataria? O analista britânico Roger Middleton considera que os esforços não se devem concentrar nos piratas, em tentar retirá-los dessa actividade. O essencial é criar alternativas de modo a que os piratas não consigam recrutar mais elementos. A batalha contra a pirataria deverá travar-se em terra. Estabilizar um país que vive em guerra civil desde 1991 é o primeiro objectivo. A Somalia tem desde Janeiro um novo governo dirigido por um ex-rebelde. Uma grande fatia do dinheiro está destinada à formação de forças policiais e militares.