Última hora

Última hora

Trabalhadores da Continental com futuro incerto

Em leitura:

Trabalhadores da Continental com futuro incerto

Tamanho do texto Aa Aa

A Continental garante que ainda não tomou nenhuma decisão definitiva sobre o encerramento da fábrica francesa mas também não deixou esperança aos milhares de trabalhadores com os empregos em risco.

Esta quinta-feira, os trabalhadores franceses e alemães reuniram-se num protesto frente à sede da empresa, em Hanover, na Alemanha. Entoando palavras de ordem e empunhando cartazes, os trabalhadores tentaram chamar a atenção dos accionistas. “É a primeira vez que os sindicalistas franceses e os membros do sindicato alemão BCE se juntam contra os accionistas que estão aqui atrás de nós e que, como nós já dissemos, estão a falar do nosso dinheiro; enquanto nós falamos da nossa família e dos nossos corações.” O protesto decorreu ao mesmo tempo em que estava reunida a assembleia-geral dos accionistas da Continental. O grupo, que suprimiu oito mil postos de trabalho no ano passado em todo o mundo e seis mil só no primeiro trimestre do ano, vai continuar a reduzir a produção. Em França estão ameaçados 1200 empregos; na Alemanha 760. Para além disso mais de 20 mil pessoas vão ser colocadas em desemprego parcial, ainda este ano.