Última hora

Última hora

Arménia recorda massacre cometido por turcos-otomanos

Em leitura:

Arménia recorda massacre cometido por turcos-otomanos

Tamanho do texto Aa Aa

A Arménia recorda o início do massacre de arménios cometido pelo império turco-otomano. Entre 1915 e 1917 foram cometidos massacres e deportações. De acordo com os arménios, morreram mais de um milhão e meio de pessoas. Os turcos dizem que o número de mortos não ultrapassou os 500 mil.

Esta sexta-feira, a Arménia assinala o 94° aniversário do começo dos massacres. Um dia antes, cerca de 5 mil pessoas desfilaram nas ruas da capital Erevan para recordar os trágicos acontecimentos. Bandeiras da Turquia, que não reconhece a existência de um genocidio, voltaram a ser queimadas à semelhança do sucedido no ano passado. Os manifestantes proferiram palavras de ordem para que o presidente dos Estados Unidos empregue o termo “genocídio”, conforme foi prometido em campanha eleitoral. Mas Barack Obama não deverá proferir a palavra pois corre o risco de colocar em causa o mapa diplomático para a reconciliação entre a arménia e a Turquia, assinado na quarta-feira.