Última hora

Última hora

Justiça sérvia condena criminosos de guerra

Em leitura:

Justiça sérvia condena criminosos de guerra

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça sérvia condenou pela primeira vez responsáveis por crimes de guerra relacionados com valas comuns.

O Tribunal de crimes de guerra sérvio sentenciou quatro polícias a penas que vão dos 13 aos 20 anos de prisão pelo massacre de 50 albaneses do Kosovo. Alguns familiares das vítimas consideram não ter havido justiça. “Perdi 23 parentes e hoje o Tribunal não proferiu o veredicto correcto. O autor de 50 homicídios foi condenado a apenas 13 anos de prisão”, diz Dzelal Berisha. Os crimes remontam a 1999, dois dias depois do início dos bombardeamentos da NATO contra a Sérvia. Com excepção de duas, as vítimas, incluindo uma idosa de 100 anos e um bebé de 8 meses, foram assassinadas a tiro, no Kosovo. Os corpos foram depois transportados para os arredores de Belgrado para serem queimados e enterrados numa vala comum num terreno militar. Estima-se que mais 10 mil albano-kosovares morreram na guerra do Kosovo.