Última hora

Última hora

Alerta sanitário no México

Em leitura:

Alerta sanitário no México

Tamanho do texto Aa Aa

Uma epidemia de gripe suína já matou pelo menos 20 pessoas no México e 40 óbitos estão a ser investigados.

A doença foi registada também nos Estados Unidos, onde há pelo menos oito casos de infecção. A OMS qualificou a epidemia de “muito preocupante” e activou a chamada sala de operações, que coordena ações para situações de emergência sanitária. O presidente Felipe Calderón declarou que “estão atentos à gravidade da situação e que estão seguros de conseguir resolver o problemas na medida das suas obrigações e ajudar as populações com acções concertadas entre as diferentes instituições sanitárias internacionais. O governo pediu à população que evite locais de grande concentração que não use transportes públicos que utilize máscaras especiais e lave as mãos. Se houver mais contágios, o governo federal diz que dispõeum milhão de doses de antivirais de actuação específica para ajudar a população. Museus, escolas e universidades foram encerradas no estado do México, uma área metropolitana de 20 milhões de habitantes, uma das maiores do mundo. A epidemia é gerada por “um novo vírus da gripe suína”, doença que em 1976 e 1988 “provocou alguns casos isolados nos Estados Unidos”, procedente da Europa ou da Ásia.