Última hora

Última hora

Surto de gripe suína provoca mais de 100 mortos no México

Em leitura:

Surto de gripe suína provoca mais de 100 mortos no México

Tamanho do texto Aa Aa

O ambiente é de recolher obrigatório na cidade do México, onde as autoridades sanitárias mantêm-se em alerta face ao surto de gripe suína que já provocou 103 mortes no país.

Num momento em que mais de 400 pessoas se encontram hospitalizadas, os mexicanos seguiram as recomendações do governo evitando frequentar locais públicos. Escolas, cinemas, teatros e edifícios públicos, encontram-se encerrados até dia 6 de maio para prevenir a propagação do vírus. Nas zonas turísticas e aeroportos as autoridades redobraram a vigilância, distribuindo máscaras à população. México, Estados Unidos e Canadá são para já os únicos países onde se detectaram casos confirmados da doença. A Organização Mundial da Saúde não descarta a possibilidade de uma pandemia do vírus. Um dos responsáveis da organização afirma, “estamos num período em que temos de ser cautelosos e tentar reunir o máximo de informação tanto sobre as infecções mais ligeiras como os casos mais graves relacionados com o vírus”. Nos Estados Unidos, o governo decretou o “estado de emergência sanitária”, prevendo a distribuição das reservas de medicamentos antivirais. Um especialista britânico afirma que a propagação do vírus apresenta as características de uma pandemia: “um novo vírus, altamente contagiante e com grande mobilidade, transportado pelos milhões de viajantes que cruzam o mundo”. Na Europa, Espanha e França registaram alguns casos suspeitos que não foram confirmados. A OMS descarta para já a possibilidade de propor o encerramento das fronteiras mexicanas, ou de desaconselhar as viagens turísticas ao país.