Última hora

Última hora

Espanha e Grã-Bretanha preparam-se para gripe suína

Em leitura:

Espanha e Grã-Bretanha preparam-se para gripe suína

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro caso europeu de gripe suína conhecido é o de um jovem espanhol de 23 anos proveniente do México e que as autoridades sanitárias espanholas decidiram internar em Albacete.

A ministra da saúde Trinidad Jimenez assegura que estão a ser tomadas todas as medidas para prevenir uma epidemia no país. “Fomos pioneiros nestas medidas em todos os países europeus, porque fomos o primeiro país a adoptar medidas de controlo e protecção no aeroporto. As medidas tomadas incluem as recomendações da Organização Mundial de Saúde, e estamos em contacto permanente com os responsáveis da OMS”, declarou a governante. A Espanha acolheu nas últimas horas outras duas dezenas de casos suspeitos que se encontram em observação. As autoridades locais vão alargar a vigilância, mesmo aos aeroportos que não recebem voos directos do México. Na Grã-Bretanha também foram revelados esta segunda-feira dois testes positivos do vírus H1N1 detectados na Escócia em passageiros provenientes do México. Os casos foram confirmados pela ministra escocesa da Saúde Nicola Sturgeon. “A ameaça pública permanece bastante baixa e as medidas de precaução que temos tomado nos últimos dois dias foram extremamente importantes para responder de forma apropriada e também nos deram as melhores perspectivas para impedir a difusão do vírus”, disse. De um total de 25 casos suspeitos relatados às autoridades britânicas até ao momento apenas dois resultaram em internamentos. Os ministros da saúde da União Europeia reunem-se esta quinta-feira. Um encontro extraordinário que servirá para avaliar a situação e decidir as eventuais medidas a tomar.