Última hora

Última hora

Turismo mexicano sofre com a crise sanitária

Em leitura:

Turismo mexicano sofre com a crise sanitária

Tamanho do texto Aa Aa

A gripe suína está provocar uma crise de grandes porporções na indústria turística mexicana mas não só.

O alerta provocado pelo vírus está a afectar ainda os agentes de viagens de países com maiores ligações ao mercado mexicano como é o caso dos Estado Unidos. Maria Luisa Bravo representa uma agência de viagens nova-iorquina: “Claro que nos vai afectar. Quarenta por cento dos nossos clientes são mexicanos. Mas eles não são os únicos a viajar para o México, o México é um dos destinos favoritos dos norte-americanos, e dos sul americanos”. O México é um dos destinos de férias mais procurados do planeta. O ano passado a indústria movimentou naquele país mais de 13 mil milhões de dólares. Os cancelamentos estão a preocupar transportadoras aéreas e hotéis. “A boa notícia é que eu não penso que estejamos a ver pânico.As companhias aéreas ajustaram as suas políticas. A maior parte das principais linhas aéreas estão a permitir que as pessoas cancelem sem que sejam penalizadas ou que mudem os seus planos sem penalizações, o que é uma boa práctica”, afirmou Paul Rudin, vice-presidente da Associação Americana de Agências de Viagem. 60 % dos hotéis da capital mexicana confirmaram ter recebido anulações de estadias. A Espanha é outro dos países onde existe uma grande procura de destinos mexicanos e onde o receio da gripe está a reter os viajantes. As autoridades mexicanas revelaram, por seu lado, que uma série de companhias de cruzeiros previstos esta semana para a região do Caribe mexicano anunciaram a suspensão temporária das operações. Uma medida ordenada pelo Governo dos Estados Unidos e que terá um grande impacto na economia local, num país onde o turismo representa oito por cento do PIB.