Última hora

Última hora

Europa previne-se contra a gripe

Em leitura:

Europa previne-se contra a gripe

Tamanho do texto Aa Aa

Na Europa, prevenção é a palavra de ordem.

As respostas à ameaça de uma pandemia são variadas, mas na sua maioria os estados-membros afirmam ter reservas substanciais de antivirais e vacinas. Algumas agências de viagens estão a anular operações e certos países europeus desaconselham viajar para o México. Os ministros da Saúde dos 27 reúnem-se hoje para tentar coordenar estratégias de combate ao surto de gripe. A Itália propõe a criação de reservas estratégicas de antivirais e vacinas ao nível europeu. Já a França defende a suspensão de todos os voos para o México face ao risco iminente de uma pandemia depois da OMS ter subido o nível de alerta para 5. A Espanha é o país europeu com mais casos declarados mas, em Barcelona, muitos consideram que há um alarmismo excessivo a tomar conta das ruas: “Ouvi esta manhã na rádio uma história a contar que uma farmácia aqui em Barcelona tinha esgotado as máscaras e que existem problemas nos laboratórios. Tudo isto me parece desproporcionado”, adiantava um jornaleiro. O surto de gripe ainda só provocou vítimas no México e nos Estados Unidos. Na Europa, há casos confirmados em 6 países: Alemanha, Áustria, Espanha, Holanda, Reino Unido e Suíça. É importante recordar que a gripe sazonal provoca todos os anos entre 250 mil a meio milhão de mortes no mundo, segundo os dados da OMS. No Reino Unido foi lançada uma campanha a aconselhar as pessoas a utilizarem lenços quando espirram para evitar contagiar os outros.