Última hora

Última hora

México "fecha portas" de 1 a 5 de Maio para tentar controlar a gripe

Em leitura:

México "fecha portas" de 1 a 5 de Maio para tentar controlar a gripe

Tamanho do texto Aa Aa

O México aproveita os feriados de 1 e 5 de Maio para tentar controlar o surto de gripe. Os serviços não essenciais vão estar fechados. As autoridades esperam conseguir neste período quebrar o ciclo reprodutivo do vírus.

O país já está a meio-gás há vários dias. As máscaras tornaram-se um acessório omnipresente nas ruas. O presidente Felipe Calderón apela aos cidadãos para ficarem em casa: “Quero pedir-vos a todos que nestas férias, nesta ponte de 1 a 5 de Maio fiquem em casa com as vossas famílias porque não há local mais seguro para evitar o contágio da gripe suína do que a vossa casa”. O mistério sobre a origem do vírus mantém-se. A região de La Gloria, onde está instalada a maior suinicultura do mundo, parece ser o epicentro do surto. Edgar Enrique Hernandez, de 5 anos, foi o primeiro caso confirmado no México numa altura em que 60% de La Gloria adoeceu com uma gripe atípica que continua a confundir os cientistas: “Segundo a análise do genoma, o segmento de genoma que pertence ao porco neste novo vírus está claramente ligado a um tipo de suíno que só podemos encontrar na Ásia e na Europa”, afirmou um epidemiologista mexicano. Várias perguntas continuam sem resposta em relação às origens deste vírus H1N1. Certo é que a economia mexicana, que já estava em recessão, vai afundar-se ainda mais com a brutal queda das receitas do turismo e o forte abrandamento do consumo.