Última hora

Última hora

Onda de violência na Alemanha

Em leitura:

Onda de violência na Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha viveu o Primeiro de Maio mais violento dos últimos quatro anos.

O reforço do contingente policial em Berlim não conseguiu evitar o pior. Cerca de 400 radicais de esquerda atacaram as forças da ordem com pedras e garrafas. O capitalismo deu o mote ao protesto, que acabou com lojas e viaturas vandalizadas. Dezenas de pessoas ficaram feridas, entre elas cerca de 30 agentes. O cenário voltou a repetir-se em Hamburgo. A montra de um banco foi destruída e vários contentores do lixo incendiados. Mais de uma dezena de pessoas acabaram por ser detidas.