Última hora

Última hora

Casos de gripe A diminuem no México

Em leitura:

Casos de gripe A diminuem no México

Tamanho do texto Aa Aa

O pico epidémico de gripe A foi ultrapassado no México, afirmou o ministro da saúde, José Angel Córdoba. De acordo com o responsável, o pico epidémico ocorreu entre os dias 23 e 28 de Abril. O México registou mais de 500 casos confirmados de pacientes infectados. Uma centena de mortes foi atribuída ao vírus H1N1 mas até ao momento apenas 19 foram confirmadas como sendo devidas ao surto viral.

Já a Organização Mundial de Saúde decidiu manter o alerta pandémico no nível 5, numa escala de 6. Gregory Hartl, da OMS, recorda que em 1918 a gripe espanhola surgiu na Primavera, desapareceu no Verão, e reapareceu no Outono de forma ainda mais virulenta. Hoje estima-se que a gripe espanhola fez mais de 40 milhões de mortos. O alerta mundial originou mesmo tensões diplomáticas entre o México e a China. Em Hong Kong as autoridades colocaram em quarentena os hóspedes e o pessoal de um hotel porque foi detectado um caso de infecção num cidadão mexicano. E noutras cidades chinesas há mexicanos em quarentena independentemente de apresentarem sintomas gripais. Finalmente, no Egipto, a decisão do governo de abater cerca de 400.000 porcos gerou confrontos entre elementos da minoria cristã copta e a polícia. A OMS criticou a medida.