Última hora

Última hora

Exército do Sri Lanka nega ataque a hospital no enclave dos Tigres do Tamil

Em leitura:

Exército do Sri Lanka nega ataque a hospital no enclave dos Tigres do Tamil

Tamanho do texto Aa Aa

Os Tigres do Tamil acusam o exército do Sri Lanka de ter bombardeado ontem um hospital no seu enclave. Os rebeldes divulgaram imagens da destruição e dizem que há 67 mortos e 87 feridos.

Através do site oficial, os Tigres acusam a Cruz Vermelha, a única organização com acesso limitado à zona, de ter fornecido as coordenadas. O exército nega qualquer bombardeamento e acusa os rebeldes de erro de tiro. Não é possível ter uma confirmação independente. O ministro dos Negócios Estrangeiros do Sri Lanka, Rohitha Bogolagama, garante que “não houve bombardeamentos na zona de segurança” como prometeram à comunidade internacional e explica que dar a palavra basta no Sri Lanka. Colombo compremeteu-se a não usar armamento pesado contra os Tigres do Tamil, que controlam agora uma zona de cinco quilómetros quadrados no nordeste da ilha. Mas a própria ONU mostrou fotografias de bombardeamentos alegadamente realizados nas últimas semanas. Segundo as Nações Unidas, 200 mil pessoas fugiram desde Janeiro, mas entre 20 mil e 50 mil civis continuam na zona de conflito com as duas partes a recusarem um cessar-fogo humanitário e envolvidas também numa guerra de propaganda.