Última hora

Última hora

Europeias agravam tensões entre belgas francófonos e flamengos

Em leitura:

Europeias agravam tensões entre belgas francófonos e flamengos

Tamanho do texto Aa Aa

Na Bélgica, as eleições europeias são mais um motivo para atiçar as tensões entre as comunidades francófona e flamenga. Vários concelhos na periferia flamenga de Bruxelas decidiram proibir os cartazes dos candidatos francófonos. A medida é ilegal mas os presidentes de câmara querem avançar com a proibição.

O autarca de Afligem explica que todos os dias os funcionários da câmara vão vigiar os locais de afixação e, se houver cartazes francófonos, serão recobertos com papéis brancos. Afligem e Hal fazem parte da periferia de Bruxelas que reclama a cisão da circunscrição Bruxelas-Hal-Vilvorde e que esteve no centro da crise para a formação do governo belga, em 2007. Um dos candidatos francófonos garante que, se as câmaras impedirem a afixação dos cartazes, vai recorrer à justiça e poderá obter uma decisão em poucos dias. A proibição dos cartazes é apenas um dos actuais meios de pressão da comunidade flamenga. No total, 15 concelhos anunciaram que vão boicotar o escrutínio europeu.