Última hora

Última hora

Obama ataca-se aos paraísos fiscais e fuga ao fisco

Em leitura:

Obama ataca-se aos paraísos fiscais e fuga ao fisco

Tamanho do texto Aa Aa

É o primeiro braço-de-ferro entre Barack Obama e os grandes empresários norte-americanos desde o início da crise económica.

O presidente anunciou ontem uma série de medidas para combater a fuga ao fisco e a instalação de empresas nacionais em paraísos fiscais no estrangeiro. A única forma para Obama de recuperar 210 mil milhões de dólares em impostos nos próximos 10 anos e de incentivar a criação de postos de trabalho no país. Obama considerou que, “o actual regime de impostos está cheio de falhas que permitem que um pequeno grupo de particulares e empresas abusem dos paraísos fiscais”, de forma a que, “a criação de um emprego na Índia obtenha uma maior redução de impostos do que a criação de um emprego no Estado de Nova Iorque”. Entre as medidas que Obama vai propor ao congresso, encontra-se a supressão do direito à dedução de impostos para empresas instaladas em paraísos fiscais. Seguindo as recomendações da última cimeira do G20, Obama ameaça sancionar os centros “offshore” que recusem partilhar informações com Washington. Mas as medidas são consideradas “desastrosas” pelos empresários, por ameaçarem o emprego e a competitividade das companhias norte-americanas.