Última hora

Última hora

Começaram manobras da NATO criticadas por Moscovo

Em leitura:

Começaram manobras da NATO criticadas por Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Começaram as manobras militares da NATO na Geórgia, fortemente criticadas por Moscovo.

Mais de mil soldados de países da Aliança Atlântica vão participar em exercícios de manutenção da paz e de resposta a uma simulação de crise. A Rússia considera que os “jogos de guerra” ameaçam a estabilidade na região. As manobras da NATO acontecem um dia depois de um motim numa base militar a Leste da capital georgiana. Vários oficiais acusados de conduzir a sublevação foram detidos e Tbilissi aponta responsabilidades a Moscovo. O presidente Mikhail Saakashvili denunciou uma tentativa de “golpe de Estado” por parte de “antigos funcionários do Ministério da Defesa vinculados com os serviços secretos russos”. Em entrevista à euronews, o chefe da diplomacia russa Sergei Lavrov disse que o motim “prova que [a Rússia] estava 100 por cento certa quando alertou aqueles que participam nas manobras [da NATO] para o facto de que iriam conduzir a uma forte subida nas tensões”. O Kremlin considera os exercícios militares no país vizinho como uma “provocação”. A Rússia expulsou esta quarta-feira dois funcionários canadianos da NATO de Moscovo, numa resposta à expulsão de dois diplomatas russos de Bruxelas, na semana passada.