Última hora

Última hora

Lieberman a favor de estado palestiniano, "dentro de 7 anos"

Em leitura:

Lieberman a favor de estado palestiniano, "dentro de 7 anos"

Tamanho do texto Aa Aa

O novo ministro dos Negócios Estrangeiros israelita, Avigdor Lieberman, prosseguiu ontem a sua ronda europeia em Paris, com um acolhimento gélido, tanto nas ruas, como ao nível oficial.

O líder ultranacionalista foi acolhido pelo seu homólogo francês e pelo director de gabinete do presidente Nicolas Sarkozy. Bernard Kouchner apelou a Lieberman para, “a necessidade de pôr fim à colonização” e de reatar as negociações de paz com vista à criação de um estado palestiniano, “antes do final do ano”. Palavras que fazem ressoar as críticas ao novo responsável diplomático israelita, conhecido pelas suas posições pró-colonização. Depois de ter criticado as exigências europeias e norte-americanas como “simples slogans”, Lieberman defendeu ontem uma nova maratona de negociações que poderão conduzir, “dentro de cinco a sete anos às bases de um estado palestiniano”. Mas os protestos contra Lieberman não se resumem às manifestações de rua, a nível internacional aperta-se o cerco aos falcões israelitas no poder, com as declarações proferidas ontem pelo vice-presidente norte-americano Joe Biden, para que Israel, “aceite a criação de um estado palestiniano”.