Última hora

Última hora

Estados Unidos e Rússia querem reduzir armas nucleares

Em leitura:

Estados Unidos e Rússia querem reduzir armas nucleares

Tamanho do texto Aa Aa

As divergências entre os Estados Unidos e a Rússia, sobre a Georgia não vai influencioar as negociações entre os dois estados, sobre a redução de armas nucleares.

Isso mesmo ficou claro no encontro do ministro dos Negócios Estrangeiros russo, com o presidente Barack Obama. O presidente americano manifestou a vontade de relançar as relações entre Washington e Moscovo: “Temos uma excelente oportunidade de relançar as relações entre os Estados Unidos e a Rússia, com temas muitos importantes: as armas nucleares e a proliferação nuclear, a situação no Afeganistão e Paquistão, como poderemos aproximar-nos do Irão,como poderemos aproximar-nos do Médio Oriente”. Optimismo cauteloso, a poucos meses do termo do Tratado Start, que expira em Dezembro. Para um acordo que permita uma nova geração de tratados, é preciso algum pragamatismo,disse o chefe da diplomacia russa: “Nós estamos a trabalhar de uma forma muito pragmática, eficiente, com base no interesse comum, sempre que as nossas posições coincidem. Mas também com base no respeito, sempre que discordamos, tentando aproximar posições a favor de nossos países e da estabilidade internacional” E há muitas divergências para ultrapassar. Uma das mais importantes é a intenção americana de instalar radares anti-missil, na Polónia e na República Checa.