Última hora

Última hora

Nova polémica com reembolso de despesas de membros do Governo de Brown

Em leitura:

Nova polémica com reembolso de despesas de membros do Governo de Brown

Tamanho do texto Aa Aa

O governo de Gordon Brown volta a ser alvo de polémica por novas revelações das despesas de alguns ministros e deputados britânicos.

O primeiro-ministro defende-se das irregularidades e prometeu novamente uma reforma profunda do sistema que regula o reembolso dos gastos dos políticos eleitos. O Daily Telegraph escrutinou as despesas apresentadas por treze membros do executivo e, segundo o diário britânico, nem Brown sai “ileso”. A líder da Câmara dos Comuns e número dois dos trabalhistas reconhece “a ira do público, a falta de confiança e a necessidade de mudar o sistema”. Harriet Harman garante que “a mudança está em curso”. O ministro da Justiça, Jack Straw, terá reclamado o reembolso total do imposto municipal, quando apenas pagou metade, e o chefe da diplomacia David Miliband apresentou uma elevada conta de jardinagem. Susie Squire, da ONG Aliança dos Contribuintes diz que os deputados afirmam “não fazer nada de errado”, mas contornam as regras. “Devem dar o exemplo, fazendo o correcto e não aquilo com que se podem escapar”. O Daily Telegraph também apontou o dedo a Brown, dizendo que o chefe de Governo pagou ao irmão quase sete mil euros pelos serviços de uma empregada de limpeza comum. A lista de alegadas irregularidades atribuídas a ministros é longa, voltando a diminuir a confiança da população.