Última hora

Última hora

Parceria a leste pode garantir gaz à Europa

Em leitura:

Parceria a leste pode garantir gaz à Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Esta sexta-feira, em Praga, a União Europeia vai tentar rubricar um acordo com oito países, para criar uma alternativa para o transporte de gás natural do Mar Cáspio, para a Europa.

Além da Comissão Europeia, participam nesta cimeira do gás o Arzbeijão, a Georgia, a Kazaquistão. o Uzbesquistão. o Turkmenistão, a Turquia, o Egipto e o Iraque. Uma cimeira que não pretende abrir hostilades com a Rússia, como disse Angela Merkel: “Esta parceria a leste não é contra ninguém, muito menos, contra a Rússia. É um reforço da cooperação com outros países da parceria do Leste com a União Europeia e esperamos que se estenda ainda a outros países” Dos oito estados do leste participantes na cimeira, só a Georgia e a Turquia não são produtores de gás. O projecto prevê um conjunto de gasodutos que formarão o Corredor do Sul. Será composto pelo Nabuco, o mais importante, o Interconector Turquia-Grécia-Itália e o White Stream. O Nabuco pode começar a funcionar em 2015 e, cinco anos depois, transportará 31 mil milhões de metros cúbicos. Um valor que não ultrapassa os 5 por cento do consumo europeu. O projecto está adiantado,apesar de as negociações com a Turquia não estarem ainda concluídas. Este sistema poderá garantir 10 por cento das necessidades europeias de gás natural.