Última hora

Última hora

Cinco embarcações em menos de uma semana

Em leitura:

Cinco embarcações em menos de uma semana

Tamanho do texto Aa Aa

A marinha italiana recebeu, hoje, mais um pedido de ajuda de um barco que se encontra em águas internacionais. A bordo estão 70 imigrantes clandestinos

Ontem, Roma impediu a entrada a um grupo de imigrantes e enviou-os para a Líbia, de onde tinham partido. O barco onde seguiam mais de 160 pessoas, entre elas meia centena de mulheres e dois recém-nascidos foi interceptado ao largo à ilha de Lampedusa. O princípio da recusa invocado pelo Governo italiano tornou-se possível graças a um acordo assinado com a Líbia. O chefe de Governo italiano diz que o objectivo é receber apenas os imigrantes que procura em asilo político e, ao abrigo dos acordos internacionais, “todos os outros que entrem em águas nacionais.” Um argumento que o Alto Comissariado das Nações Unidas para os refugiados classifica de inválido à luz da Convenção de Genebra. Só em 2008 chegaram à Itália por mar cerca de 36 mil imigrantes.