Última hora

Última hora

Rebeldes acusam exército de matar 2000 civis no norte do Sri Lanka

Em leitura:

Rebeldes acusam exército de matar 2000 civis no norte do Sri Lanka

Tamanho do texto Aa Aa

Os Tigres Tamil acusam o exército do Sri Lanka de ter morto 2000 civis em ataques de artilharia pesada contra o bastião da guerrilha nas últimas 24 horas.

Segundo os rebeldes, os civis foram vítimas de bombardeamentos. As forças governamentais desmentiram qualquer ofensiva com armas pesadas. O Exército afirmou ter descoberto um esconderijo submarino do líder dos rebeldes, Velupillai Prabhakaran, que está há 18 meses em paradeiro desconhecido. Segundo as Nações Unidas, 50 mil civis de etnia tamil estão bloqueados na pequena zona costeira ainda em mãos da guerrilha, poucos mais de quatro quilómetros quadrados da região de Mullaittivu, no norte do país. Colombo acusa os Tigres Tamil de usarem a população como “escudos humanos”. A ONU estima em 6500 civis mortos e 14 mil feridos o balanço da ofensiva lançada em Janeiro pelo Exército. Convencidas da vitória final, as autoridades do Sri Lanka rejeitam os apelos do Ocidente para um cessar-fogo.