Última hora

Última hora

Bento XVI inicia visita a Israel

Em leitura:

Bento XVI inicia visita a Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Após três dias de estada na Jordânia, Bento XVI inicia esta segunda-feira a parte mais delicada do périplo pelo Médio Oriente com a visita a Israel.

Este domingo, o Papa deslocou-se ao local onde segundo as Escrituras, João Baptista terá baptizado os primeiros cristãos. Durante a manhã celebrou uma missa no Estádio Internacional de Amã. Esta segunda-feira, Bento XVI chega a Telavive onde vai ser recebido pelo presidente israelita, Shimon Peres, e pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Em seguida, segue para Jerusalém. O vice-primeiro-ministro israelita, Silvan Shalom, afirmou que governo “está contente com o facto de receber o Papa, apesar de muitas pessoas falarem do seu passado na Alemanha. É importante tê-lo cá para ajudar a aproximar Judeus e Cristãos”, concluiu. Esta visita do Sumo Pontífice está de facto longe de ser pacífica. A estada de cinco dias em território israelita ocorre pouco tempo depois do início do escândalo do bispo negacionista Richard Williamson. O religioso integrista negou a existência de câmaras de gás durante o regime nazi e defendeu que apenas 300 mil judeus foram exterminados. O segundo tema sensível desta visita é a canonização de Pio XII. Israel considera que o líder da Igreja Católica durante o regime nazi é culpado de ter mantido o silêncio durante o Holocausto. Uma acusação sempre negada pelo Vaticano, mas que está bem presente no museu do memorial Yad Vahsem, onde Bento XVI se desloca esta tarde.