Última hora

Última hora

Papa promete mais envolvimento pela paz na Terra Santa

Em leitura:

Papa promete mais envolvimento pela paz na Terra Santa

Tamanho do texto Aa Aa

A peregrinação e visita pastoral de Bento XVI ao Médio Oriente, teve hoje um ponto alto no esperado discurso no Yad Vashem – memorial oficial de Israel para lembrar os mortos no Holocausto. Aqui estão gravados os nomes dos seis milhões de vítimas da loucura nazi. Mas “um nome jamais pode ser retirado a um ser humano”, defendeu o Sumo Pontífice. “Enquanto Bispo de Roma e sucessor do Apóstolo Pedro, reafirmo o empenhamento da Igreja a rezar e a trabalhar sem descanso para fazer com que este tipo de ódio não volte a reinar no coração dos homens”, prometeu. O Papa conheceu seis sobreviventes do Holocausto na cerimónia assim como o representante dos Justos entre as Nações, os não judeus que salvaram judeus durante a perseguição . Até 2008, mais de 22 mil indivíduos foram reconhecidos como Justos. O diplomata português Aristides de Sousa Mendes, que salvou 10 mil vidas, é um dos Justos lembrados no memorial. Afirmou sempre que “salvar uma vida é salvar o mundo.”