Última hora

Última hora

Oposição georgiana vai aumentar acções de protesto contra Saakachvili

Em leitura:

Oposição georgiana vai aumentar acções de protesto contra Saakachvili

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta o risco de um recrudescimento da violência na Geórgia após um mês de protestos contra o chefe de Estado.

A oposição georgiana anunciou, esta segunda-feira, o aumento das acções de protesto com vista a conseguir o seu objectivo, ou seja a demissão de Mikhail Saakachvili do cargo de Presidente. O anúncio foi feito depois do encontro entre Saakachvili e os dirigentes da oposição. Para a líder da Aliança para a Geórgia e ex-ministra dos Negócios Estrangeiros, Salomé Zurabshvili, “as negociações foram extremamente abertas e francas”, mas “a apreciação da crise existente no país é muito diferente” entre a oposição e o presidente. A reunião decorreu no Ministério do Interior, em Tbilissi, e contou com a presença de quatro líderes da oposição. A antiga aliada de Saakachvili, Nino Burdzhanadze, recusou participar no encontro. Em conferência de imprensa, o presidente georgiano referiu que “aceitou a criação, com base num princípio de paridade, de uma comissão constitucional que deverá criar uma modelo de equilíbrio constitucional que incluirá uma presidência e um parlamento fortes e um poder judicial independente. A reunião realizou-se praticamente uma semana depois dos confrontos entre a polícia e manifestantes da oposição que provocaram dezenas de feridos. No sábado, mais de 10000 pessoas juntaram-se numa manifestação à frente do Parlamento para pedir a demissão do presidente.