Última hora

Última hora

Filme censurado na China é cabeça de cartaz no Festival de Cannes

Em leitura:

Filme censurado na China é cabeça de cartaz no Festival de Cannes

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Cannes prepara-se para assistir esta noite ao primeiro desfile de estrelas sobre a passadeira vermelha da “Croisette”.

Até dia 24, o Festival de cinema vai repetir a dose anual de autores e actores de renome, de revelações e de filmes militantes, mas com um “glamour” ofuscado pelos cortes orçamentais em tempo de crise. Entre os mais de vinte filmes na corrida à “Palma de ouro”, contam-se vários realizadores repetentes, como Almodovar, Ken Loach, ou Lars Von Trier. A abertura da competição oficial, amanhã, vai contar com a projecção de um dos filmes favoritos, “Noites de embriaguez primaveril”, do realizador chinês Lou Ye, censurado pelo regime comunista. Mas a primeira noite do Festival vai ser dedicada à nova vaga do cinema de animação em três dimensões. A Disney-Pixar apresenta em ante-estreia o filme “Up”, uma comédia dos mesmos criadores de “Monstros e Companhia”. A película conta a história de um reformado de 78 anos que, segundo a Disney, “vai dar a volta ao mundo, combater monstros e maus da fita e que janta todos os dias às três da tarde”. Desde “Peter Pan” e “Dumbo”, nos anos 50, que o cinema de animação não tinha tanto destaque no Festival. Na competição oficial, Tarantino vai voltar a assumir o papel de “enfant terrible” com: “inglorious bastards”. Uma película que marca a estreia do realizador numa trama histórica com os mesmos ingredientes frenéticos, o actor Samuel L.Jackson na narração e, como cabeça de cartaz, o actor Brad Pitt. A história decorre durante a Segunda Guerra. Um comando de soldados judeus é encarregue, pelos aliados, de uma missão para derrubar o regime nazi, mas os métodos estão longe de ser os mais convencionais.