Última hora

Última hora

PM dinamarquês equaciona adesão do país ao euro

Em leitura:

PM dinamarquês equaciona adesão do país ao euro

Tamanho do texto Aa Aa

A Dinamarca na zona euro? Sim mas. Esse é o desejo do novo primeiro-ministro, para a sua legislatura, que termina em 2011. Mas Lars Loekke Rasmussen só convocará um novo referendo quando sentir que a situação política é favorável à vitória do ‘sim” à moeda única europeia. Isso mesmo explicou o chefe do governo dinamarquês em Bruxelas, com uma certa dose de humor: “Quero que a Dinamarca seja plenamente membro da União Europeia. Como sabem, temos taxas de câmbio fixas, na Dinamarca. Por isso, na prática, já temos o euro. Mas decidimos chamar-lhe coroa dinamarquesa. Por isso, a Dinamarca tem todo o interesse em juntar-se à zona euro.”

A não participação na moeda única europeia é uma das quatro excepções do país à construção europeia – as outras são o ‘não’ à defesa comum, à cooperação judiciária e à cidadania europeia. Em 2000, 53% dos dinamarqueses recusou o euro, em referendo. Mas as sondagens recentes dão conta de que a tendência pode, actualmente, inverter-se.