Última hora

Última hora

Suíça pode restringir imigração para proteger mercado de trabalho

Em leitura:

Suíça pode restringir imigração para proteger mercado de trabalho

Tamanho do texto Aa Aa

O aumento do desemprego na Suíça poderá levar as autoridades a limitar os vistos de trabalho a imigrantes provenientes de 17 países da União.

O governo encarregou hoje a ministra da Justiça, Eveline Widmer Schlumpf, de examinar a possibilidade de reduzir as quotas de trabalhadores estrangeiros. O executivo deverá decidir, na próxima quarta-feira, se adopta a medida face ao aumento do desemprego nos últimos meses de 2,6 para 3,5%. Para o responsável da patronal suíça, Thomas Daum, “a entrada de novos imigrantes não representa um problema para o nosso mercado laboral, mas sim os trabalhadores estrangeiros sem qualificações que já vivem na Suíça. Se introduzirmos quotas o nosso mercado de trabalho vai tornar-se menos atractivo”. A medida deverá afectar apenas os chamados vistos B, de uma duração máxima de cinco anos, atingindo as duas maiores comunidades de imigrantes no país, alemã e portuguesa. À luz da chamada “cláusula de salvaguarda” dos acordos de livre circulação firmados com Bruxelas, a Suíça pode aplicar restrições para proteger o seu mercado de trabalho. Berna confirmou ainda que irá manter as restrições até 2011 para os trabalhadores provenientes dos oito países da Europa central que aderiram à União em 2004.