Última hora

Última hora

Último dia da maratona eleitoral indiana

Em leitura:

Último dia da maratona eleitoral indiana

Tamanho do texto Aa Aa

A maior democracia do mundo realizou esta quarta-feira a quinta e última etapa das eleições gerais. É o concluir de uma maratona iniciada há um mês na Índia em que esteve montado um enorme dispositivo de logística e segurança.

Neste derradeiro dia, foram a votos 100 milhões dos 714 milhões de eleitores, entre eles a líder do Partido Comunista Indiano, Brinda Karat. “Foi um sentimento agradável porque o meu voto destina-se a uma alternativa de um governo progressivo e secular do centro. E tenho a certeza que o meu voto ajudou”, disse Karat. Os observadores referem que nem a aliança liderada pelo Partido do Congresso do primeiro-ministro, Mahmoud Singh, nem a maior coligação opositora dos nacionalistas-hindus, comandada pelo Partido do Povo Indiano, conseguirão maioria para formar governo. Espera-se por isso que deste escrutínio saia um executivo pouco forte, baseado em cedências políticas, que deixam antever o adiamento de importantes reformas na 10ª economia mundial que já dá sinais de abrandamento. Os resultados oficiais serão divulgados no sábado.