Última hora

Última hora

Governo espanhol vai liberalizar aborto

Em leitura:

Governo espanhol vai liberalizar aborto

Tamanho do texto Aa Aa

Espanha prepara-se para liberalizar o aborto até às 14 semanas. O conselho de ministros espanhol tem previsto aprovar o anteprojecto de reforma da lei sobre a interrupção voluntária da gravidez de 1984.

As intenções do governo enfrentam uma forte oposição do Partido Popular, da Igreja Católica e dos grupos pró-vida. Apesar do aborto ser uma prática corrente, a lei em vigor apenas permite o aborto até às 12 semanas em caso de violação e até às 22 semanas se existir mal formação do feto ou riscos físicos e psíquicos para a mulher. O ponto mais polémico da reforma é autorizar a interrupção voluntária da gravidez a adolescentes entre os 16 e os 18 anos, sem autorização dos pais. O governo vai também tornar livre a pílula do dia seguinte em todo o país, já que nalgumas regiões era preciso prescrição ou mesmo inexistente. A ministra da saúde explica a acção do governo: “Estas acções fazem parte de uma visão global e integrada com recurso a diferentes métodos como a educação, informação e o melhor aceso à contracepção”. As mulheres que decidirem abortar serão informadas das alternativas e terão um período de reflexão de três dias.