Última hora

Última hora

Capital espanhola abre três dias de protestos dos trabalhadores europeus

Em leitura:

Capital espanhola abre três dias de protestos dos trabalhadores europeus

Tamanho do texto Aa Aa

Madrid deu o “pontapé de saída” para três dias de protestos que reúnem sindicatos de 22 países, juntos na exigência de medidas contra a crise económica e a favor da criação de emprego.

Portugal esteve representado por mais de 1500 sindicalistas da UGT e da CGTP, que desfilaram esta quinta-feira na capital espanhola juntamente com 50 mil trabalhadores de Espanha, Andorra, França e Itália. A marcha foi convocada pela Confederação Europeia de Sindicatos. Os manifestantes reunidos em Madrid exigiam aos líderes europeus uma acção coordenada para travar o desemprego na União Europeia. Um protesto com eco em Bucareste, onde milhares de romenos saíram à rua para reclamar ao Governo do jovem Estado-membro uma maior segurança para os empregos e um “plano de acção concreto contra a crise”. O movimento alargado de acção social europeia continua hoje em Bruxelas e, no sábado, é a vez de Berlim e Praga.