Última hora

Última hora

CIA mentiu ao Congresso sobre a tortura de prisioneiros

Em leitura:

CIA mentiu ao Congresso sobre a tortura de prisioneiros

Tamanho do texto Aa Aa

Simulação de afogamento foi uma das técnicas de tortura usadas pela CIA em prisioneiros suspeitos de terrorismo.

Depois do recuo de Barack Obama sobre a divulgação de fotos a polémica não cessa de aumentar em Washington. Sob ataque da oposição republicana, a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, acusou a CIA e o governo George W. Bush de lhe terem mentido sobre os métodos brutais de interrogatório utilizados nos últimos anos e rejeitou enfaticamente as acusações de que seria cúmplice dos maus-tratos a prisioneiros. “Disseram-e que a simulação de afogamento não estava a ser feita, e verificamos mais tarde que efectivamente estava a ser usada. Não fui informada. Eles mentiram-me. A CIA mentiu ao Congresso. Segundo documentos agora divulgados os interrogadores estavam autorizados a manter os suspeitos de pé durante horas, a fechá-los numa caixa pequena com insectos, para lhes inspirar terror, a empurrá-los contra paredes e simular o seu afogamento para obter confissões. O antigo vice-presidente Dick Cheney exigiu à Casa Branca que mostre agora os “sucessos” dessas técnicas. A polémica da tortura da CIA estalou ontem quando a Casa Branca libertou quatro relatórios onde constava os métodos de interrogatório utilizados. Essas técnicas de interrogatório, que Obama proibiu no seu segundo dia na presidência, foram abundantemente usadas após o 11 de Setembro sobretudo na prisão iraquiana de Abu Graib.