Última hora

Última hora

Eurofestival: Kremlin não brinca em serviço

Em leitura:

Eurofestival: Kremlin não brinca em serviço

Tamanho do texto Aa Aa

Eurovisão: um cocktail de música, lantejoulas, excentricidade e um orçamento milionário que atrai milhões de espectadores.

Mas o concurso, este ano em Moscovo, também tem fortes implicações sociais e políticas. Para começar, a Geórgia, envolvida num conflito com a Rússia no Verão passado, retirou-se da competição depois da organização lhe ter exigido que retirasse da letra um trocadilho sobre Putin. Os nacionalistas russos também criticaram o facto de a cantora que representa a Rússia sejaoriginalmente da Ucrânia, outro país que tem relações tensas com Moscovo. Mas o centro da polémica é uma Parada Gay: era para ser realizada no próprio dia da final do festival…sábado. Alguns grupos, como o holandês De Toppers condicionaram a participação no Eurofestival à realização do Orgulho Gay que o Kremlin se preparava para proibir. “Queremos ser positivos.” Shine “é o título da nossa música, e é isso que queremos trazer à Europa e à Rússia, a canção tem uma mensagem dedicada à Rússia, trata-se:” As pessoas devem respeitar-se mutuamente, não importa a religião, a raça, a origem ou orientação sexual …quem é que se importa com isso? “ Pois o problema é que o Kremlin se preocupa… . Em 2006 e em 2007 o desfile anual dos homossexuais degenerou em confrontos com os nacionalistas determinada. Para evitar isso, o Desfile Gay foi proibido e os holandeses eliminados do concurso na quinta-feira . A cereja do bolo (muito indigesta no mundo árabe) foi a participação da cantora israelita Noa com Mira Awad árabe-israelo-palestiniana em representação de Israel. Já agora, para terminar: um dos favoritos deste ano é o bielorrusso que representa a Noruega…