Última hora

Última hora

Papa denuncia "exterminação brutal" dos judeus durante Segunda Guerra

Em leitura:

Papa denuncia "exterminação brutal" dos judeus durante Segunda Guerra

Tamanho do texto Aa Aa

O papa denunciou hoje a brutal exterminação dos judeus na Segunda Guerra Mundial, pouco antes de deixar Israel.

Numa declaração, no aeroporto, Bento XVI fez referência à visita ao memorial às vítimas do Holocausto em Jerusalém: “Esses encontros emocionantes trouxeram-me à memória a visita ao campo de concentração de Auswitch onde tantos judeus, mães, pais, maridos, mulheres, irmãs e amigos foram exterminados sob um regime sem Deus que propagou uma ideologia de anti-semitismo e ódio. Esse capítulo horrível da história não deve nunca ser esquecido nem negado.” Palavras que podem dar um novo impulso às relações entre Israel e o Vaticano que não são as melhores desde que o papa reabilitou um bispo britânico negacionista e apoiou a beatificação de Pio XII que teve um papel controverso durante a segunda guerra mundial.